logo

Fale conosco: (55) 3242 1750 | (55) 9 8402 6371

WhatsApp: (55) 9 8402 6337

Matriz: Rua 13 de maio 430, centro, Sant'ana do Livramento, RS

04/02 - Dia Mundial do Câncer

Campanha no Dia Mundial do Câncer destaca o papel da sociedade na luta contra a doença.

\"Nós podemos. Eu posso\". Esse é o tema da campanha 2016 para o Dia Mundial do Câncer, celebrado em 4 de fevereiro. Criado pela União Internacional de Controle do Câncer (UICC), o slogan enfatiza que todos - tanto no coletivo quanto individualmente - têm papel importante para a redução da carga global de câncer. Mundialmente, a incidência do câncer cresceu 20% na última década. No Brasil, é a segunda causa de morte por doença, atrás apenas das doenças cardiovasculares. A estimativa do Instituto Nacional de Câncer (Inca) para o país, em 2016, é de cerca de 600 mil novos casos. A data reforça que a adoção de hábitos de vida saudáveis, a prevenção, o diagnóstico precoce e o tratamento são fundamentais para a luta contra a doença. Para impactar o maior número possível de pessoas, a Fundação do Câncer, referência nacional há 25 anos e parceira da UICC há 8, promove ação nas redes sociais, de 1º a 5 de fevereiro, com posts diários informativos.

A página da Fundação no Facebook, com mais de 240 mil seguidores, vai divulgar dicas para a prevenção da doença. A campanha também será divulgada no Instagram e disponibilizada no site da instituição, cancer.org.br. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o número de casos de câncer deve aumentar dos 14,1 milhões diagnosticados em 2012 para 22 milhões em 2030. As mortes, que chegam a 8,2 milhões por ano, devem subir para 13 milhões.

\"Buscar uma solução para reduzir esses números significa investir em um forte planejamento, reunir esforços de todas as esferas de governo para a avaliação e o controle da doença. Para esse planejamento, é necessário pensar o câncer em sua integralidade e como uma patologia muito específica, já que corresponde a um conjunto de mais de 100 doenças distintas. Não é possível imaginar, por exemplo, que uma leucemia possa ser enfrentada da mesma forma que um tumor de próstata\" - observa Alfredo Scaff, médico epidemiologista e consultor da Fundação do Câncer.

Ainda de acordo com Scaff, o câncer exige uma linha de cuidado integral, muito além do oportuno diagnóstico e tratamento. O médico reforça que na política de saúde, deve ser levado em conta o estímulo à educação do paciente, para que ele desenvolva o autocuidado, e serem feitas ações de promoção de saúde e prevenção: \"Isso permitiria, por exemplo, que os pais não desconhecessem a necessidade de vacinar suas filhas contra o HPV\", complementa.

Em 2016, a campanha proposta pela UICC e disseminada pela Fundação do Câncer vai explorar alguns assuntos como forma de produzir conhecimento a respeito da doença. Entre eles, \"Eu Posso: Escolher um Estilo de Vida Saudável; Eu Posso: Compartilhar Minha História; Eu Posso: Entender que a Detecção Precoce Salva Vidas; Eu Posso: Criar Ambientes Saudáveis; Nós Podemos Inspirar Ação, Agir\".

A Fundação do Câncer, como membro da UICC e apoia a data do Dia Mundial do Câncer, criada pela instituição com a intenção de chamar a atenção globalmente para a doença e desmitificar conceitos. Fundada em 1933 e com sede em Genebra, na Suíça, a UICC é a maior organização mundial de luta contra o câncer, com mais de 400 organizações membros em 120 países.

SOBRE A FUNDAÇÃO DO CÂNCER


A Fundação do Câncer (cancer.org.br) é uma instituição sem fins lucrativos que capta recursos e investe em promoção da saúde, prevenção, diagnóstico precoce, assistência, cuidados paliativos, educação e pesquisa. Também conta com programas e projetos relacionados a transplante de medula óssea e sangue de cordão umbilical. Criada em 1991, tem como missão promover ações estratégicas para a prevenção e o controle do câncer em benefício da sociedade. Apoia o Instituto Nacional de Câncer (Inca) e todas as atividades do Programa Nacional de Controle do Câncer. Além disso, presta consultoria para estados e municípios do país para melhoria de processos no combate ao câncer, através dos Planos de Atenção Oncológica.

Voltar